Monday, 29 September 2008

Desejos do Céu

|Maputo, Sexta, 26 de Setembro de 2008 às 10:22h|

Gostaria de ter esse dom teu…

De transformar Amor em Possibilidades Infinitas.

“Gramaria” de estar assim de cabeça pendente em águas mornas de ilusão utópica,

E compor melodias de suspiros e choros de risos.

Adoraria poder fundir este nosso querer mais que um bem querer

E fazer dessa fusão um modus vivendi.

Amaria dar voltas em ti e descobrir a pureza desse teu coração corroído

Maltratado, abusado e eternamente amado por mim.


São pequenos os meus desejos,

São curtos e perdem-se neste meu ser de dimensões imensas,

Mas...são meus...nos teus.


Beijo eternamente encantador.


|Maputo, Segunda, 29 de Setembro de 2008 às 14:56h|

Hummm
Interessante Vénus...
As vezes perco-me entre palavras para tentar descrever-te.
Mas cheguei ao ponto de desistir de tentar arranjar palavras.
Vida não se descreve,
Vida não se enumera,
Tal como Vénus=Vanize não se repete,
Vénus=Vanize não se reproduz em especimen exactaqual igual...
Vénus=Vanize puresimplesmente EVOLUI.

Interessante Vanize...
O modus-vivendi de um Sol.

Palavras escritas por Anja Rakas

2 comments:

Nanda Assis said...

verdades... lindo isto. como uma bela declaração de amor.

bjosss...

João Videira Santos said...

Simples e bonitinho.Gostei.
Reparo que fez link do meu blog no seu. Com simpatia vou retribuir. abracinho.