Tuesday, 29 April 2014

Tenho medo...

Tenho que parar com essa mania de me mostrar uma Spartan, uma invencível, uma inquebrável.
Sou guerreira sim, mas perco, quebro, magoou-me, e choro baba e ranho.
Por isso, desisto desta batalha.
No meu canto me aconchego, para chorar uma derrota que não foi lutada.
É uma batalha desistida.
A antevisão de um bem maior, da felicidade, assusta-me.
Tenho medo dessa felicidade.
Tenho medo de viver isso que sempre desejei.
Perante ela, acobardo-me.
Sim!
Tenho medo de ser feliz.
O+

Sunday, 27 April 2014

Just wondering

There are many things that you do and say, that make the butterflies pop on my stomach, that make me blush and smile uncontrollably.
But there are fewer things that you do that make me so angry, that I only want to cry and run away from you, because I will not be able to beat and kill you.
It makes me wonder...

Why you do those things?
Why are you so mean and selfish?
Do I deserve it?
Or being mean is your true self?
Shall I react the same way?
Playing mute and deaf won't solve things.
But I can't accept that.
I won't accept it anymore.
I don't accept it!
I'm sad, extremely sad.

O+

Amo-te!

Meu Amor...

Tenho algo para te dizer.
Necessito dizer-te algo.
Não quero esperar que algo de mau aconteça para poder dizer-te isto.
Deixa-me dizer-te tudo...
Por favor não me interrompas, porque quero falar tudo sem pensar.
Se no fim quiseres comentar, fá-lo.
Eu prefiro que não o faças, que o guardes para ti.

Eu amo-te de paixão.
Amo-te tanto, que os teus sinto-os como meus.
Contigo, sinto-me completamente à vontade.
Sinto-te tanto que é como se estivesse a sentir-me.
Contigo, sinto-me nua, a olhar-me reflectida no espelho, e através dele, falar-me.
Contigo, eu de tudo falo e alto penso, sem pensar, nem vagar... tudo o que à cabeça me vem, solta-se com naturalidade.

Tudo flui, sem necessidade de pesar pensamentos ou palavras.
Eu amo-te com liberdade, amo-te saudade, amo-te com verdade.
Tu, és um presente natural. Daqueles presentes que a natureza gera uma vez e outra.
Tu és um ser que vem daquelas fórmulas que já não existem, daquelas fórmulas que tu mesma quebraste.

De ti, prometo amar, cuidar e proteger e para o resto da minha vida.
Não aceito que por algum motivo da minha vida, saias.
Não aceitarei que da tua vida, me me deixes sair.
Para sempre, tua sou... enquanto me quiseres... se me quiseres!

AMO-TE!
O+

Thursday, 24 April 2014

Só se tu quiseres...

Se eu preferia estar contigo agora ou não?
É claro que sim!

Se eu prefiro estar aqui e adormecer sozinha no sossego da minha cama que tanto adoro, ou se prefiro estar aí a adormecer no teu nervosismo de se o teu Benfica ganha ou não, FDP praqui, FPD pralí?
Claro, que ao teu lado, tudo soa mil vezes melhor, até uma vitória do FCP ou outra merda qualquer.

Se eu preferia estar a adormecer ao teu lado, apesar do nosso SLBenfica estar a jogar (e perder)?
Claro que tu ao meu lado torna tudo melhor, até mais uma noite de insónia.

Se ainda tens dúvidas, só tu as podes esclarecer... se quiseres.
O+

Wednesday, 23 April 2014

Ditos soltos...


«Amor é isso... é o imprevisto dos toques mudos, dos sons calados, o sentir arrepiante que aquece a alma e abreija o coração.» O+ 01/04/2014

«Essas palavras... as tuas palavras sentidas... Epá!! Elas são como broboletas no estômago, fazem festinhas no coração.» O+ 18/04/2014

«A estaticidade desta fotografia, diz tanto que duvido que haja palavras suficientes para descrever o momento.» O+ 23/04/2014

A culpa não é minha!

Sheilíssima, rainha minha...
Desculpa-me, mas a culpa não é minha!
Explico: Clínica e almoço... Depois casa de massagens (dor na coluna). Logo na entrada deparo-me com duas "produto orgulhosamente moçambicano" e um "made in China" com cara de bebé chorão todo musculado, bata branca semi-aberta, bermuda, chinelo preto e um cordão fino de ouro pendurado no pescoço. Até aí, tudo bem! Pedi uma hora de serviço e lá fui, em chinês, com o rapagão, para um dos quartinhos pré-fabricados erguidos no quintal da casa [muitos anos de brincadeira na Coop, acaba-se por conhecer a arquitectura daquelas casas]. Pousar a carteira, tirar sapatos, roupa, acessórios, etc., deitar e... Epáaaa! O rapagão, tem umas mãos enormes, dedos gordos (dos pés também) [gosto de pés e mãos nada grosseiros e menores que a minha cara]. Aquelas mãos fizeram um trabalho do caraças. Cuidaram da minha coluna, mas descobriram dores noutros sítios que eu nem sentia.
É a primeira vez que um macho chinês me fez uma massagem, e de corpo inteiro sem restrições [para além das que impus no início], e durante 2 horas seguidas.
Logo minha imperatriz, meu bem-querer, meu capucchino com cacau, canela, baunilha e mel, a culpas é daquelas mãos.
[Eitaaa!! Como é bom ser massajado. Pena não ter sido massagem com.pileta!]

O+
22/04/2014 às 18:21h

Resposta: Pois saiba então minha boneca, princesa, que só por esses detalhes auspiciosos e sabendo a menina o quanto estou precisada, necessitada e carenciada de coisa parecida senão igual, retiro a aceitação do pedido de desculpas.
A menina deveria ter me chamado para eu ir ao produto chinês quanto mais não fosse por caridade para com uma mulher de 47 pobre, viúva e solitária. Pois bem, agora magoei generalizada mesmoooooooooo.
Quanto a pileta, isso sempre se poderia dar um jeito!
SW
22/04/2014 às 18:33h

Continuando a 'explicação': Aquelas mãos enormes, têm dedos gordos e nervosos... Aqueles dedos malandros devagarinho e timidamente, tentaram vários cumprimentos à Vara. Olha que dedos marotos! Não fosse a dor que me assolava, juro que deixaria aqueles dedos massajarem as profundezas das minhas partes mais íntimas e sensíveis.
A toalha que me cobria, tinha um cheiro forte de soja. O chinoca após a massagem, limpou o meu corpo todo com uma toalha humedecida em água quente.
Esse limpar é divinal. É "a cereja no topo"! 
A massagem já relaxa o corpo... mas a água quente na pele relaxada, deixa o corpo mais leve.
DIVINO!!! 

[Aiiii... Meus pais!! Que saudades tenho do meu massagista preferido, o meu Menino Bonito, olhos lindos e sorriso tímido].
O+
23/04/2014 às 11:34h

Pronto! Falei!!


Monday, 21 April 2014

Desse teu jeito tão simples e sincero, fazes-me feliz.


Minhas pessoas

Existem pessoas que se mostram pelo que são.
Existem pessoas que se mostram pelo que têm.
E existem pessoas que se mostram pelo que representam.
Eu escolhi gostar, amar e dedicar-me a pessoas que se mostram pela forma como são.

Pessoas que se riem na dor e lacrimejam na alegria.
Pessoas que partilham o meu amor e abraçam a minha mágoa.
Pessoas que cantam ao meu coração sermões acertados.
Pessoas que beijam-me a alma com carinho roubado e bofetadas apaixonadas.

Pessoas que na simplicidade, brincam de dizer a verdade.
Pessoas que com o brincar, colam-se da verdade e vivem-na.
Pessoas que vestem-se da minha honestidade para mostrarem o seu melhor.
Pessoas que na saudade, presenteiam-me com sorrisos.

Pessoas que são o que são e fazem do chão um colchão.
Pessoas que não veêm côr, mas fazem do mundo um lugar colorido.
Pessoas que compõem o número dos meus dedos, mas não se medem nem aos palmos.
Pessoas que tudo fazem na simplicidade e não veêm meios para o bem fazer.

Pessoas que fazem das nossas diferenças, as nossas igualdades.
Pessoas que amam-me em cada acto e palavra que me dirigem. 
Pessoas que em cada pensamento meu, somos nós.
Pessoas tão simplesmente assim...
Pessoas que me fazem falta.
O+

Saturday, 19 April 2014

Bouas degustações, pessoas deliciosas

Passei o dia com dois seres humanos deliciosos que me preenchem em cada detalhe, loucura, medo, lágrima, gargalhada e na alma. Cada um deles, é um indivíduo único.
Passar os dia com esses dois seres verdadeiros, foi um dos melhores momentos deste ano.
AMEI! Estou amando.
Foi um dia gásmico!
Obrigada meus amores.
Amo-vos pra caraças.

O+

L.IK.(OV)E

Para ti que me masturbas os neurónios,
Abreijas-me o coração eou
Massajas-me o interior do Monte de Venus.
O+

 

Wednesday, 16 April 2014

Expectativas X Conclusões

Conclusões precipitadas são consequência da ansiedade.
A ansiedade é consequência das expectativas que se cria em trono de algo ou alguém.
Eu evito no máximo criar expectativas, para não tirar conclusões precipitadas, porque elas antecipam actos alterando factos. Concluindo, estragam tudo o que podia vir ser uma boa experiência, um facto positivo.
Irrita-me e odeio profundamente, quando alguém tira conclusões precipitadas a meu respeito, principalmente com base no que escrevo, e agem em função de tais precipitações.

O que podes ler e concluir ser raiva/paixão/etc., pode não ser tal sentimento, pode não ser algo vivo por mim e sim por outrém e/ou pode ser fruto da minha imaginação e não vivência.
Não me adivinhes, pergunta-me que te tentarei responder com o máximo de clareza, sem rodeios e serei sempre sincera.
Enfim!!!...

Boa noite!

«Não sei porque ainda acredito que, "de facto há pessoas que são o que dizem ser"? Não são! Puro marketing.»

O+

A verdade da coincidência

As coincidências acabaram.
Já são certezas... não boas, mas certezas.
Certezas são verdades!
Verdades aleijam hoje, amanhã, e se calhar até até 2ª feira... mas são verdades, não são mentiras.
Pois essas, as mentiras, essas doem para sempre.
O+

The frawship*


«I see me in you.»

I identify my fears and sorrows, in you.
I see your likes and dislikes, in me.
We share our intimacy, our hates and loves, goods and bads.
We laugh in silence and aloud of the same things,
yet you confuse me the same way I confuse you.
We have common tastes and things in common,
yet so many things separate us.
We want to receive without expect,
yet we are afraid of giving, we fear the hurt, the pain.
We want to love without being hurt,
yet we want to be loved undemanding.

«What I see, is what you are,
and yet we are not soul mates.»

We want the same.
We expect not to expect,
We want to give and to receive.
We can give, but we fear giving.

We dare not to feel, not to care, not to love,
because we fear our feelings.

We chose to live every moment intensely,
because we are aware that we love limitless.
We chose not to be hurt, because we care too much.
We fight the same fight within us.

«We fear ourselves.»

Somehow, we both want the same, a friend, a partner and a lover.
Somehow, we both want a ear, a shoulder, a kiss and a hug.
Somehow, you make me speak my fears, hates, my worst,
although I'm still getting to know you.
Somehow I trust you, I feel that I can disarm myself to you.
You undress my soul and I feel totally comfortable with it.

With you, being me is easy, is natural, it simply flows.
We are friends in 'strangerland'.

«We are strangers, we are raw.
But yet, we are friends.»
O+


*Frawship [word combination of friendship and raw]: a raw friendship; a friendship that's starting; a relationship of two people that are known for a long time, but only now begin to be friends.
[From the Venus Dictionary] 


I dedicate this post to "You".
Thank you very much for what you are, for you being you!

Um Girino+ no Oceano


Cheia de dúvidas, acedi e fui ao teu encontro.
Era tarde da noite e a escuridão das ruas assustava-me.
O desejo por ti impelia-me e fazia-me flutuar.
Receosa e tímida, toquei a campainha.
Quase sem esperar, a porta abre-se e tu apareces: um sorriso tímido vestia o tronco nú.
No silêncio, a ansiedade soprou um “Oi!” mudo e entrei.
Sem cerimónia, levaste-me para o quarto.
A tremedeira nervosa tomava conta de mim e secava-me a boca.
Pediste-me massagens e deitaste-te na cama.
Ver o teu corpo nú, suava-me as mãos.
O suor misturava-se ao óleo de massagens que deslizava pelo teu corpo.
Cada toque e amasso em ti, agitava os meus sentidos.
Deslizei pelo corpo todo, como um surfista numa onda.
Devagarindo e a cada deslize, fui me sentindo um girino recém-nascido, que a cada centímetro de água, vai ganhando um novo membro e um pouco mais de confiança.

Sentir teus poros cederem a cada toque,
fez-me esquecer a timidez.
Tocar cada curva do teu corpo,
anulou todo o nervosismo.
Em ti deitei-me e por ti caminhei,
naquele lago oleado que se formava com a mistura das nossas transpirações.
Inolente, cheirei-te.
Cada deformidade que te faz, beijei.
Cada imperfeição do teu corpo, lambi.
Em todos toques, degustei-te. 

Invisível naquele quarto escuro, viste-me.
Milímetro a milímetro, foste conquistando cada detalhe do meu corpo.
Com o fogo do desejo, lutei e cedi.
A ti me entreguei e me dei.
Não mais podia resistir ao que tanto desejava.
“Calma!” dizias, a cada vibração que ecoava.
Palavras mudas, encravavam-me nas cordas vocais.
A boca secava cada vez mais.
A garganta, gritava por água.
“Fala comigo.” Pedias ao som de beijos surdos.
Sem palavras o meu corpo berrava por mais.
Suavemente, navegaste-me e turbulentas marés provocaste-me.
Num abraço quente, cobriste-me dos espasmos mudos de prazer.

Mais queria eu.
Mais de ti em mim, era o que queria.
Toquei-te e possui-te.
Queria-te mais... todo!
Bebi-te… e gota a gota, engoli-te e te senti alojar em mim.
A sede que tinha, aumentou a cada gota agridoce degustada.
Envergonhada na minha timidez, adormecemos enrolados como uma trança.
Uma trança com gosto de quero mais, muito mais.
O+

maLuandra

Depois de uma noite turbulenta e bringuenta, lá fiz as pazes com a LUA.
Confesso que a visão da LUA nua, abraçada ao mar e na maior intimidade, mexeu demais comigo. Não estava nada a espera!
Depois de algumas horas de palavras trocadas regadas com lágrimas, beijos e abraços, com palmadas, amassos e mordidelas fizemos as pazes trocando fluídos e fazendo muito amor.
Como ela me faz reapaixonar por ela a cada olhar trocado.
LUA, tu me escangalhas... sua maluandra!

O+

Tuesday, 15 April 2014

Beijo na Lua

A caminho de casa, decido passar pela Marginal para dar um beijo à LUA.
Surpresaaaaaaaa!!!!
Encontro a senhorita LUA numa boa... Lá, toda à vontade, largada, esparramada e nua, deitada no mar, enrolando-se naqueles lençóis cinzentos aveludados. Ela toda coberta num tom amarelinho meio alaranjado.
Filha da mãe natureza! Despudorada! Safada! Diabólica!
E lindaaaaaaa!!!
Boa noite do amor!

O+

Quem somos

Muitas vezes fazemos um esforço muito grande para tentar esconder algo bom que experimentamos/vivemos, e que por algum motivo (parvo e bobo) decidimos que tal sensação boa, não pode ser visível para os outros, que não podemos deixar transparecer tal felicidade... E nos vestimos de sentimentos e falas falsas para esconder o que não se consegue esconder.

Que medo é esse que temos de não mostrar/dizer algo que foi/é bom?
Que medo bobo é esse que nos faz agir de forma insensível perante algo que nos agrada e fez-nos tão bem?
Que sensação boa é essa que nos faz fugir da sua lembrança e da possibilidade de revivê-la repetindo?
Quem somos nós para não nos permitirmos a coisas boas que nos fazem muito bem?
Quem somos que não nos permitimos viver o bom, apenas o mau?
Que seres somos nós?
Seremos seres racionalizados que apenas vivem do mau?
Seremos seres que provam a certeza e escolhem o incerteza?
Somos seres que contabilizam os seus sentimentos em detrimento do seu próprio equilíbrio emociomental?
Somos seres que aplaudem o mal, em busca de uma falsa paz de espírito?

Perdoem-me!!
Eu não sou esse ser.
Recuso-me a ser esse ser.
Eu sou aquela que fala o que lhe vem a alma...
Sou aquela que diz adoro a chuva no meu corpo, porque o frio das suas gotas arrepiando a minha pele, me faz sentir viva.
Sou aquela que adormece ao sol, pra sentir o sol torrar os seus pelos, um-a-um e gritar o quão doce é essa sensação.
Sou esta que na parede desenha a porta aberta e por ela passa.
Eu, sou esta e não essa.
O+

O+
15.04.2014 às 14:18h

INSPIRAÇÃO, MOTIVAÇÃO

O sol já brilha, e a brisa se insinua.
Um novo dia começa, um novo começo para cada um de nós.
Um começo cheio de amor positivo, luz que ilumina, saúde que fortifica e paz que sossega a alma.
Bom dia meus queridos.
Todo o dia é um novo dia, um novo recomeço.
Sou a claque dos vossos recomeços
Abreijus nos vossos corações
Bom dijah!

O+

Motivações matinais...
Saudações diurnas.
Que tenha os objectivos bem definidos para que possam tornar realidade os vossos desejos de hoje.
Bom dijah meus irmãos.

Que o trilho, que a luz nos indica alcancemos a intenção das palavras e concretização do imaginário. Bomdijah!
O manual de bem viver e saber estar está a caminho: Motivação!

Victor

Monday, 14 April 2014

Travão

Pé no Travão: controlando os imprevistos/incidentes que a vida proporciona.
O+

JPH

Alguns amigos começam a fazer-me a acreditar que de facto não existe amizade verdadeira entre homem e mulher.

Então digo a um deles: «Pedi à gerente do Mama Teresa para me ensinarem a fazer as massagens delas. Ela aceitou. Só falta acertarmos o preço e período.»
Ele pergunta logo: "Qual o preço?"

Mas é meu amigo ou não?
Que amigo é esse que "quer-me dormir"??
PORRAAAA!!!
Já começam a irritar-me vocês seus casados-compromissados-comprometidos gulosos cheios de gula . Mais um insistente e "burro" (parece que leêm o que escrevo, mas preferem ignorar, tipo "tá falá a tóa"), e bloqueio um-a-um após cada papo desses.

Vão à Rua de Bagamoyo e deixem-me em paz!!
CAMBADA!!!!

NOTA: Esse aprendizado é para meu consumo pessoal-privado-íntimo.


O+

Late

Being late is not the end of the world.
Dying in time is the end of your world.
O+

Arrependimento

ARREPENDER: Verbo não existente no meu dicionário pessoal, por falta de uso.

 

Sunday, 13 April 2014

Crianças


Crianças são bênçãos únicas... deviam ser consideradas maravilhas da natureza.
 

Crianças são o futuro hoje.
 

Respeito pelo futuro.

Mais respeito pelo que podes fazer pelo futuro, hoje é amanhã.

O+

Saturday, 12 April 2014

E tem gente vira lata

 

Devagarindo



 


Cada momento no seu tempo; e um dia de cada vez.
 

Vive o hoje, agora, e o amanhã, amanhã.
 

"Correr não é chegar."
 

"Devagar se vai ao longe."

O+

Friday, 11 April 2014

Moving on

Direction, communications, socialization and comfort.
Everything that breaks you routine in your comfort zone.
O+

Thursday, 10 April 2014

Indirectas

Se indirectas mudassem algo nas nossas vidas, todos teríamos a vida que queremos.
Por isso peço aos meus: sejam sinceros, claros, curtos e directos.
Sou muito parva e lenta para entender indirectas.
Falo sério!!!

O+

Em conversa com...


Eu tenho amigos assim, que me inspiram e me elevam junto com eles… em conversa com um deles: 

João: Fiz tanta merda com elas que já não têm fé em mim. E a minha ex antes da actual ex até hoje persegue-me.
Eu: Calma! Não fizeste merda com elas. Fizeste uma merda só. Infelizmente!
João: Yes! Só que agora com esta merda de facebook. São muitas hienas que querem um pedaço, outras querem cenas sérias. Nunca sei o que fazer.
Eu: Facebook é nada! A todas tens que ser sincero.
João: Mng! OK!
Eu: O problema das pessoas é, querem cenas sérias antes de conhecer a outra pessoa. Esse é o maior problema das pessoas.
João: Exacto!

Aí eu parei e começei a pensar com o meu teclado sobre isso…

Porque as pessoas não começam por conhecer a outra pessoa? Ver se de facto é aquela pessoa que querem partilhar a sua vida?
Se aquela pessoa é merecedora de tamanha partilha? Partilha da sua intimidade, dos seus medos e fobias, problemas e desgostos?
Que princípios regem aquela pessoa? Se são os mesmos ou vão contra os meus?
Que afinidades e disparidades têm, os defeitos e as qualidades, as fobias e os medos, o que ambos têm que pode desgostar o outro, quais as prioridades de ambos, etc?
Porque não convivem primeiro, para ver se de facto conseguem conviver juntos?
Porque não se conhecem primeiro na intimidade, ver se têm química-física ou não, antes de assumir uma relação séria?

Ele é do Porto e eu do Benfica. Ele come carne e eu sou vegetariana. Eu bebo bebidas alcoólicas e ele não. Ele adora sair à 6f e sábado à noite, mas eu prefiro sair às 3f e 5f.
A prioridade dele é comprar 3 mercedes na china para bolada “vou ganhar 100 mil paus”. A minha prioridade é ter uma casa própria.
Eu não tenho curso superior, mas tenho um emprego estável. Quero estudar para ter um curso superior. Ele é licenciado em direito, mas prefere ser músico, porque aparece sempre na televisão e falam sempre dele.
Tem mais… Se eu sou honesta e a pessoa não, quererei ter uma relação séria com uma pessoa não honesta, criminosa? Correr o risco de passar a encontrar-me com ele na esquadra ou cadeia? Ou deverei mudar e adoptar-me a realidade dele?
Se decidirmos ter filhos, que tipo de valores iremos passar aos nossos filhos, os dele ou os meus?

“Ele tem muitas amigas. Ele tem que me assumir, para elas saberem quem eu sou.”
Ciúmes? Afinal os ciúmes acabam com o compromisso?
Os ciúmes fazem parte das relações, amorosas ou não. Saber gerir, não os deixar controlar a relação e o sentimento, é que é a chave.
E amigos, ele tem e ela tem.
Respeitar as amizades, a família e o espaço de cada um e de ambos, é fundamental.

“Ah! Mas ele tem mais amigas que amigos.”
E depois? Eu tenho mais amigos que amigas.

São as disparidades que se deve saber gerir, para que a relação possa existir.
Numa relação, as cedências vêem de ambas as partes. Ambos devem saber viver e conviver com essas disparidades.
O bom senso, havendo ou não concordância em alguns aspectos, deve sempre imperar. A amizade, o respeito e a confiança entre ambos, devem sempre ser preservadas.

Donde vem essa fome/gula do compromisso antes de conhecer a pessoa?
Porquê ceder à maldita pressão da sociedade? Que benefício essa maldita pressão traz?
Porque as pessoas não encaram o compromisso como um bónus, por uma boa convivência, uma boa amizade, uma boa parceria, uma boa cumplicidade e bons amantes?
Para quê correr para o compromisso, quando se pode muito bem relacionar-se de forma relaxada, mais prazeirosa e muito menos stressada? Quando nos relacionamos sem compromisso, a relação é mais saudável, os pares entregam-se mais, são mais sinceros, mais reais, mais verdadeiros.

Alguém que a anos, a distância e sem saber, me tem ensinado a viver de forma mais relaxada nessas questões emocionais/amorosas/sexuais, alguém que eu aprendi a respeitar, certa vez questionou-se desta forma, e eu transcrevo em sinal de concordância: "Porque as pessoas as vezes complicam o descomplicado?"

Por favor!!! Permitam-se ser felizes.
Relaxem! E verão que relaxar um pouco, não correr para o compromisso/namoro sério, é o primeiro passo para a paz de espírito.

O+
10/04/2014 às 17:58h

"Vive o teu corpo" por KS

Ela, hoje em especial, levanta-se e veste-se rapidamente.
Dá por si pensando em como anseia por chegar a casa. Ao seu canto.
Às pressas sai, mete-se no carro e inicia o seu ritual, quase religioso: aperta o cinto, liga a chave, desliga o alarme , liga o som (que é sempre deixado na sua musica preferida "The Story"- Brandi
Carlile
, acende um cigarro e baixa o vidro.
E vai pensando que necessita de chegar ao seu canto e despir lentamente aquela roupa em frente ao espelho, ver-se, olhar-se! É que faz tanto tempo que ela não se vê, não se olha. A única coisa
que ficou na memória é a lembrança dum corpo cheio de curvas (quase perfeito) e duns olhos brilhantes!
Despe-se lentamente, ao chegar a casa, e lentamente se vira de frente para o espelho. Assusta-se com o que vê! Um corpo nú com curvas e dobras, cicatrizes e marcas da maternidade. Nos olhos um olhar fosco. Uns cabelos grisalhos. Pensa: de quem será este corpo? De quem me vê?
Mas, lentamente percebe, através daquele olhar, que aquele é o seu corpo há muito esquecido.
Meio aliviada descobre que é através dos olhos que consegue descobrir que aquele corpo tem apenas as marcas do tempo mas que nele ainda reside toda a sua força.
E decide que é hora de deixar o seu corpo viver e voltar a vivê-lo!
KS
(10.04.2014)

Amora Doce Sol

O dia nasceu meio nublado.
O Sol, na sua fervura amarelada, rompeu por entre as nuvens.
O chuverindo, anunciou a benção.
Foi neste dia que a Luz nasceu.
Um Sol doce, suave a aconchegante.
Um Sol que beija com o olhar,
Abraça com o toque,
E ama com o abraço.
Uma Estrela que aquece no frio,
E acarinha no calor.
Foi neste dia, que o Sol decidiu nascer todos os dias,
Sempre sorrindo e espalhando calor, amor, paz e luz.
Esse Sol tem um nome: Solange Dias.
Feliz Aniversário Amora Doce Sol!
Desejo-te tudo que desejo para mim: tudo do bom e do melhor.


O+

Wednesday, 9 April 2014

Liberdom

   You have to feel entrapped, to value and conquer your freedom.
Tens que te sentir aprisionado,
para valorizares e conquistares a tua liberdade.
O+

Recadinho direccionado

Virtuais "amigos"...
Por favor!!...

Sejam coerentes, cú errantes, como quiserem, mas caiam na real e peçam a quem puderem, para vos oferecer um pouco de noção, bom senso e sensatez.
Não me façam propostas sexuais nem em OFF e nem em ON. Se o nosso papo nunca foi direccionado para essa matéria, não iniciem. Vocês, têm o mínimo de neurónios suficientemente bons para entenderem se eu estou interessada nesse assunto ou não.
Façam as vossas propostas de 2some, 3some, 4some, Nsome, noutros facebooks. Este facebook, não esteve/está/estará interessado.
Ontem tirei da minha lista de amizades do facebook e instagram, mais duas pessoas que me incomodaram profundamente nessa matéria e noutras.
O que escrevo sobre sexo, nunca, alguma vez, foi convite ou abertura de "portas" para tais propostas. Se são minhas experiências? A resposta não tem importância para o vosso comportamento guloso.
Eduquem-se, disciplinem-se e controlem-se!
Agradeço o vosso não incómodo!
Bom resto de dia/boa tarde!

O+

Tuesday, 8 April 2014

Vamo que vamo...

Vamos dançar, vamos gingar.
Vamos cantar, vamos capoeirar.
Vamos rolar e sentir, o toque do berimbau ecoando no ar... o toque do tambor vibrando as plantas... o toque do pandeiro aclamando a vida.
Axé e Luz!

O+

Sunday, 6 April 2014

Pop art

You can change the color and the bottle.
But you can't change the brand and taste.
O+

Recadinho pro cupido



Nada de insecticida, racticida, peniscida ou vaginacida.

Vem que, tenho umas balas para descarregar nos teus cornos, seu cupido com pontaria da treta.


O+

Shit happens

Sometimes when we don't know what to do or don't like the situation, either we step back or we step forward. Standing still and watch it happen, is never a good option.
O+

Saturday, 5 April 2014

Boa noite

Para os que vão dormir, bons sonhos.
Para os que vão dançar, cantar, embebedar a alma e o corpo, divirtam-se com juízo.
Para os que vão "ficar", aconchegar, namorar ou amar, façam-no com muito prazer e preservativo.
Para os que vão ou estão a trabalhar, bom trabalho.
Para os que apenas vão limitar-se a viver, noite feliz.
Boa noite!

O+

Loose thought

Don't/stop thinking about what others might feel, do and/or say (to/about you).
Do not expect it.
They will do it whenever they feel like it, if they feel like.
Just breath in and breath out...
Don't live for others.

Live because of you, because you are alive.
Please, do yourself a favor, relax and live.

O+

Thursday, 3 April 2014

Teasing

Don't tease me!
But if you do, please, do fuck me after.

Não me excites!

Mas se o fizeres, por favor, fode-me depois.

O+

Azedando

Hoje estou em ponto de Tequila, azeda como um limão.
Vem salgado e chupa-me!
O+

Wednesday, 2 April 2014

Governo quer "controlar" SMS’s e e-mails que "põem em causa" segurança de Estado

Governo quer "controlar" SMS’s e e-mails que "põem em causa" segurança de Estado

Maputo (Canalmoz ano 6 | número 1179 | 02 de Abril de 2014 por André Mulungo) – Os autores de mensagens SMS ou e-mails considerados "atentado" à segurança de Estado podem passar a ser responsabilizados criminalmente. Para o efeito, o Conselho de Ministros reunido na sua 9ª sessão ordinária aprovou uma proposta de lei "que regula as transacções electrónicas, comércio electrónico e governo electrónico", a ser submetida à Assembleia da República, para apreciação.

{Transacções Electrónicas} »O artigo 9 do Regulamento do NUIT (BR 52 Série 1 página 619, Decreto 52/2004 de 24/12) obriga a menção do NUIT "nas operações praticadas em instituições de crédito, seguradoras e demais entidades financeiras." Não entendo o que querem fazer agora. Não é suposto esse decreto regular essas transacções electrónicas?

{Comércio Electrónico} »O que querem controlar concretamente??

{Governo Electrónico} »Dizer que o governo e seus governantes são corruptos, negligentes e péssimos gestores da coisa pública, é um "atentado" à segurança de Estado ou é a verdade, visivelmente comprovada, escriturada e registada a nível (inter)nacional?

{Pelembe não avança muito sobre as formas de sanção e responsabilização dos "infractores". No entanto, assegura que "há multa$ que vão $er e$tabelecida$ e que terão a ver com as penas relativas a outros crimes similares."}
»Porque não admira, que em véspera de campanha eleitora, se decide "lançar" uma lei que irá aplicar multa$ em caso de não incumprimento, quando todos sabemos que ninguém irá cumprir??

{"Quem fizer transacções financeiras", como compra de carros e outros bens "com recurso ao sistema electrónico de forma fraudulenta também poderá ser processado juridicamente", explicou o ministro.}
»O ministro irá processar-se, aos seus compares, ao PR, etc, por terem importado um carro de forma fraudulenta? Para isso, deverá abrir um processo crime para o governo inteiro.

»Porque não concluem a política de informática e se cria uma legislação com cabeça-tronco-membros sobre a informação digital em Moçambique? Não é preciso pensar muito. Vai-se buscar o que já foi feito fora, e adapta-se à nossa realidade.