Tuesday, 28 October 2008

Sombras

Somos seres feitos de sombras
Sombras que vagueiam pela calcada, que se descobrem nas esquinas, se despem de preconceitos no escuro e se perdem ao sol
Vestem-se de sentimentos e letras, de duvidas e porquês temidos, de palavras sentidas e comedidas
Somos sombras vivas
Somos sombras que procuram
Somos sombras que questionam e se combatem
Somos, na verdade, sombras de nós mesmos
Somos sombras de um EU tímido, de um EU sombrio

[28.10.2008]

Foto: Eu andando pela cidade a caminho da Handymen