Wednesday, 16 July 2008

Vasculhando o Baú

Fim de semana, estava eu a arrumar a casa quando me deparei com uns papéis velhos. Neles estavam registados um monte de poemas... Alguns meus outros de alguns amigos ou desconhecidos que fui guardando (aquela velha mania de guarda coisas que achamos que um dia iremos precisar). Alguns foram escritos quando estava a aprender poesia na escola secundária. Muito engraçado!
Bom, no meio deles estavam estes 2 poemas que eu escrevi para os meus queridos irmãos. Ri-me muito, porque não me lembro em que circunstância os escrevi, mas que eles mostram uma vontade escondida de querer escrever poesia...
Aí ficam os 2 poemas. Os restantes irei postando nas calmas. Espero que não se riam muito, eheheh...

Cristina,
Nos teus olhos de cristal, vejo ternura,
E nas lindas noites de luar, ao uivo dos lobos,
Murmuramos as angústias que viveste.
Será este o mundo em que viveste?
Isso só os pássaros de cristal que viste no teu mundo te dirão.
Esses pássaros, fugiram.
Fugiram para bem longe...
Jamais voltarão.
Ai! Ai! Minha pobre Cristina.
Dos teus lindos olhos de cristal,
Caiem lágrimas em forma de gelo.

[1991]

~~~oooO0O0Oooo~~~

Nuno,
Não me provoques!
Pareces um dos “Leites”,
Nascido num dos subúrbios de Chicago.
Agora és um fuzileiro Novaiorquino,
Vivendo na zona negra do “Bronx”.
O Beto, o Ito, o Rogério... Teus companheiros de guerra.
Vindo do Golfo Pérsico,
Agora pareces um perigrino de Maomé.

Nuno,
Não sejas assim.
Vai tomar banho...
Vai trabalhar.
Nos subúrbios não aprendes nada.
Vai trabalhar como advogado, como economista.
Vai gravar as tuas músicas.
Mas não me provoques!

[1991]

3 comments:

Nanda Assis. said...

muito legal o primeiro, já o segundo é engraçadinho, mostra uma certa raiva RSRS.
BJOSSS...

Kuxa Kanema said...

1991...

O que acho engraçado é que no outro dia pedi a uma pessoa amiga para ver se encontrava os meus diários (não te rias, V, eu tinha essa pancada) do anos 85-89... se calhar a tentar encontrar coisas esquecidas mas queridas...

Se calhar, nesses diários, está um "avistamento" que uma vez tive no Triunfo, sobre o qual já te falei.

Será trasmissão de pensamento?

Bjs

Miguel e Juliana said...

No Bronx é que se está bem!
Nervosinha ainda ficas mais querida!

Beijos
Miguel e Juliana