Monday, 21 July 2008

Pegadas de Borboleta


Passa uma borboleta por diante de mim

E pela primeira vez no Universo eu reparo

Que as borboletas não têm cor nem movimento,

Assim como as flores não têm perfume nem cor.

A cor é que tem cor nas asas da borboleta,

No movimento da borboleta o movimento é que se move,

O perfume é que tem perfume no perfume da flor.

A borboleta é apenas borboleta

E a flor é apenas flor.

3 comments:

danielcosta@tele2.pt said...

Anja Rakas

E agora o que faço?
Há movento de borboletas, mas estou na frente de um avistamento.
Ele são as borboletas, depois a visão!...
Pensei!... Vou pedir conselho, nem que seja a um demónio!
Beijinhos
Daniel

Fernando Rodrigues said...

Que dizer...perfeito

Beijokas

Cadinho RoCo said...

A liberdade da percepção leva-nos a delirantes conclusões