Sunday, 7 December 2008

O Meu Jardim

Do meu jardim

Aparei a relva

Dela, todas as ervas se foram

As boas, as mas, as daninhas e as não “inhas”

Ervas eram e e nele viviam


No meu jardim

Ficou a memoria de um lindo jardim

Outrora embelezado pelas ditas ervas

As ervas que deram um toque misterioso

E de forma tiveram a sua importância


No meu jardim

Ficaram as flores

Lindas, coloridas e perfumadas

Resistentes e teimosas como rochas

Gravadas em na terra


Do meu jardim

Colho belas imagens

De factos vividos e sonhados

De pessoas que partilhei

Aquele belo canto da minha vida


[03.12.2008]


5 comments:

Juno said...

Lindo poema...
Mas porque tirar todas as ervas?
Deixe algumas, para lembrar de tirar novamente depois, na manutenção...

bjim

de mulher pra mulher said...

que lindo jardim:)
Vim avisar que:Olha só a mensagem que eu vi quando abri meu blog
"Alguns leitores deste blog entraram em contato com o Google porque acreditam que o conteúdo do blog é questionável"
tó P. da vida e o pior só comigo acontece isso!!da outra vez que deletaram meu blog pq disseram que eu não dava os devidos créditos? meu isso já está virando perseguição, mas vim te avisar que coloquei meu blog com aviso de conteúdo adulto para não ser deletado outra vez ok :)
um beijo bem gostoso adoro-te moça
.
.
sandrinha

Avid said...

Colorido...chio de vida, proprio p lembrar que nem toda segunda-feira e negra.
Bjs meus

P.S. Mudaste de "roupa"...nice...

doiSabores said...

A nossa vida é como o nosso jardim...um palco cheio de cores e de cheiros...

Beijos

AugustoMaio said...

Um maravilhoso jardim, onde tudo se colhe, onde se colhe toda a matéria dos sonhos. É mesmo isso a vida.
Belas cores.