Thursday, 29 May 2008

∂ O Labirinto em Mim ∂


No escuro do meu quarto,

Das sombras formas se formavam.

Labirintos vislumbrei

E neles divaguei.


No escuro do meu quarto,

Esses labirintos percorri.

Nos seus percursos busquei

Mas vidas não encontrei.


No escuro labirinto,

Minha sombra se perdeu.

Incansável procurei-a

E pela escuridão fui vencida.


No escuro labirinto,

Permaneci serena buscando minha sombra.

A sombra não encontrei,

Mas minh’Alma acordou.


Com minh’Alma falei,

Indaguei pela sombra.

Das suas costas tirou,

A minha linda e estrelante sombra.


Com minh’Alma e sombra,

Agradeci ao labirinto.

Abençoei tamanha façanha,

E abandonei aqueles caminhos escuros.


[29.05.2008]

2 comments:

Diva said...

Encontros... de alma.
Bjs meus

o casalqseama* said...

... pq te encontrastes neles!

bjs do casalqseama*