Thursday, 15 October 2009

A Correnteza da Vida


"A correnteza de um rio caminha sempre para uma direção
seguindo seu destino.
Assim, também é o percorrer de nossa vida.
Parar na dor de um sentimento é construir
uma barreira represando a tristeza,
transformando numa grande represa de sofrimento
e impedindo a felicidade cursar durante nossa existência.
Pois a vida segue, independente do que sentimos.

Enfim, o tempo não volta, não dá pausa é continuo."

(Ataíde Lemos)

2 comments:

Jácome D`Alva said...

É isso mesmo que fiz hoje. Rebentei a barreira e deixei o rio correr. Independente do que sinto, vou viver.

PS:
Tenho andado longe deste teu blogue e agora que vim parece que estive sempre perto. Um bj.

Anja Rakas said...

Parece o meu Rio Zambeze.
Estou a lavar babe, estou a tirar, estou até a estorricar...
Aos poucos torno-me numa sonhadora de dia, aos bocadinhos viro pedinte de descrições mais concretas e sentimentos mais puros.
E toda vez...a lição se repete...o tempo não volta....Paris,Grécia...história antiga me espera...e sei que esse caudal...me devolverá a ti...meio quebrada, mas inteira pelo sentimento.
Beijão love